The world as a gagged mommy:MERRY CHRISTMAS / O mundo como uma mãe amordaçada: FELIZ NATAL

the world as a gagged mommy, fine auctions on Dali’s clocks, the space and, surprisingly, Liberty. By Mário Vitória

Whenever cold or hungry, what is to be sung? The “Great (fulfilling at the lack of everything else) Air” Opera!

That’s right, this is my moralist embrace over a drawing, emotion, illustration, etc. This is on MERRY CHRISTMAS. Only to say Treblinka is not just heritage (incurring jeopardy of, as it is said, losing itself on the third generation), it is a thing, right there, right here, right now.

Not that I’m drawing for being greyer than before, but for the sake of a sincere desire for everyone’s insightful profoundness, less monumental, however, if we must, then we must be Monumental! Lets us do it therefore with the openness and playfulness of a clown. Why? Well, they do no more other than reap a few laughs and tears in favour of another .

Very well, it seems i am evermore idealist, but that’s all right! The art, the world, people remain making sure of themselves to everyone else. Nerve-breaking symbolic struggles, the world as a gagged mommy, fine auctions on Dali’s clocks, the space and, surprisingly, Liberty.

Consequently, as the humanist i feel (how tedious), allow me to be generous. I offer this drawing to all the pseudo-important cocky low-lives out there. I want to share it with you, enjoy it as i have and offer it to some other pseudo-important cocky low-life you might know. Afterall, this Christmas gift is all for them. MERRY CHRISTMAS!

“Quando se está com frio ou fome, o que se canta? A opera do “Belo Ar”! por Mário Vitória

Pois é, este meu abraço moralista é sobre um desenho, emoção, ilustração, etc. É sobre um MERRY CRHISTMAS. Serve para dizer que Treblinka não é apenas herança (correndo o risco, como se diz, de se perder na 3ª geração) é uma coisa, é ali ao lado, é aqui e agora.

Não é o facto de estar mais cinzento que me faz desenhar, mas um desejo sincero para que fossemos mais profundos, menos monumentais e se o tivermos que o ser, que o sejamos! Mas com muita carolice e frontalidade explicita de um palhaço. Porquê?! Pois esse tipo nada mais fez do que arrancar umas lágrimas e uns risos em prol de alguém.

Pois, estou cada vez mais idealista, não faz mal. A arte, o mundo, as pessoas continuam a certificarem-se uns em relação aos outros. Lutas simbólicas de nervos em franja, o mundo como uma mãe amordaçada, bons leilões onde se valorizam relógios de Dali, o espaço e surpreendentemente a Liberdade.

Assim, como humanista que estou (que chatice) estou um mãos largas. Fiz e ofereço um desenho a todos os azeiteiros que por aí andam. Queria partilha-lo convosco, desfrutem como eu desfrutei e ofereçam-no a algum azeiteiro que conheçam. Porque afinal, esta prenda de natal é toda ela para eles. MERRY CRHISTMAS.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s