No chupa-chupa assassino

Neste belo mês de Setembro comemoro dias somados de vida neste planeta. As ruas vão encher-se de carros novamente e a gripe deixa de apanhar banhos de sol. Como tenho vindo a ser um bom robot, comemoro o próximo mês de Setembro com esta publicação de trabalhos, antecipando a minha próxima exposição. Animais, fantoches e muita fruta….Tentei mas não consigo deixar de bater no ceguinho. Foi assim todo o verão, a meu ver a culpa volta a ser da natureza, que continua assumir-se assassina. Como pintura e o desenho sobrevivem para além dos recibos que os comprovam, sublinho a sua intenção no entusiasmo deste mês legislativo: acção (a) moral válida e fatal. Ou seja, que nunca nos esqueçamos que chupa-chupa depende de quem o lambe, daquele que o quer cobrar, mas sobretudo daquele que o compra – pergunta-lhe como se faz!!

natureza assassina oleo sobre tela, 40x40cm

Natureza assassina,  oleo s tela, 40x40cm

Aguas mole em gente dura tanto doi até que tortura, tinta china s papel, 60x70cm

tinta da china s papel, 60x70cm

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s